Com quase 80 mil renovações, Vasco já arrecada um ‘Marrony’ com sócio-torcedor

O Vasco caminha para os capítulos finais da venda de Marrony, de 21 anos, para o Atlético-MG, por cerca de R$ 20 milhões. A verba ganha ares de “emergencial” dada a grave crise financeira que assola o clube carioca. Porém, em breve, o Cruz-Maltino poderá ter um novo grande aporte, assim como obterá agora com o jovem atacante: a renovação de seus sócios-torcedores.

Ano passado, quando promoveu uma promoção de Black Friday em seus planos, o time alcançou mais de 184 mil associados e tornou-se o maior programa do Brasil. Segundo o balanço patrimonial de 2019, o clube arrecadou R$ 36 milhões com este setor, sendo cerca de R$ 20 milhões somente durante a campanha de associação.

Agora, mesmo diante do delicado desafio de renovações diante da pandemia do coronavírus, os números se apresentam de forma satisfatória. Até o fechamento desta reportagem, por exemplo, 77 mil sócios já haviam renovado.

Como os novos preços dos planos já apresentam números cheios, sem os 50% de desconto da promoção anterior, a expectativa é de que a arrecadação chegue próxima a obtida no ano passado.

Orçamento não deverá ser alcançado

Apesar da considerável resposta nas renovações, o Vasco dificilmente conseguirá alcançar o orçamento previsto para o setor em 2020. Feito antes da pandemia, as contas previam um superávit em relação à arrecadação com os associados de 2019, saltando de R$ 36 milhões para R$ 48 milhões.

Porém, com toda a crise econômica gerada com o coronavírus, a diretoria já trabalha com números mais realistas. Mesmo sem divulgá-los, eles consideram três cenários: um pessimista, um satisfatório e um otimista.

Com as 77 mil renovações até aqui, já é possível dizer que o quadro pessimista está descartado.

admin

COMENTAR