GOLS E MELHORES MOMENTOS DE GOIÁS 1 X 1 VASCO

Animado pela vitória pela Copa Sul-Americana, o Vasco não conseguiu aproveitar o embalo no Campeonato Brasileiro e amargou mais um jogo sem vencer pelo torneio. Agora, são oito rodadas sem vitórias, sendo seis derrotas e dois empates. Neste domingo, o Gigante da Colina saiu na frente, mas não se encontrou na etapa final e levou o empate do lanterna Goiás: 1 a 1, no Estádio da Serrinha.

Com o resultado, o Vasco agora tem 19 pontos, em 17 jogos, e está na 16ª posição. Vai precisar secar o Red Bull Bragantino para continuar fora da zona de rebaixamento. O clube paulista enfrenta o Grêmio, nesta segunda-feira, na Arena do Grêmio. Se empatar, deixa o Z-4. Já o Goiás continua afundado na lanterna, com 12 pontos em 17 partidas.

Na próxima rodada do Brasileirão, o Vasco recebe o Palmeiras, domingo, às 16h, em São Januário. Antes, decide vaga na Sul-Americana: enfrenta o Caracas, nesta quarta-feira, às 21h30, na Venezuela. O Gigante da Colina venceu o jogo de ida por 1 a 0 e, portanto, tem a vantagem do empate. Já o Goiás volta a campo no sábado, quando vai encarar o São Paulo, às 19h, no Morumbi, pelo Brasileiro.

O JOGO

O técnico Ricardo Sá Pinto promoveu a estreia de Léo Matos na lateral direita. Benítez, recuperado de lesão, começou no banco. O Ribamar foi titular no comando de ataque, ao lado de Vinícius e Talles Magno.

O jogo começou sem muita emoção, com as equipes se estudando e se respeitando. O primeiro lance de perigo foi do Goiás. Em contra-ataque, Fernandão rolou para Shaylon. O chute saiu sem muita força, mas Fernando Miguel defendeu em dois tempos e quase foi surpreendido por Vinícius, que chegava para conferir o rebote. A resposta do Vasco foi certeira. Após cobrança de escanteio, Léo Matos desviou na 1ª trave e marcou: 1 a 0, aos 16 minutos. Que estreia do lateral-direito.

O Goiás quase empatou. Edilson chutou de fora da área e obrigou Fernando Miguel a fazer difícil defesa. No rebote, Fernandão, praticamente na pequena área, isolou. E o clube carioca contou com a sorte na sequência. Andrey errou na saída de bola, Fernandão foi acionado e deixou Keko cara a cara com o goleiro vascaíno. Ele tirou de Fernando Miguel e da baliza. A bola foi para fora.

O técnico Sá Pinto foi obrigado a fazer a primeira mudança ainda na etapa inicial. Talles Magno, que sentiu uma pancada na altura do quadril, deu lugar a Guilherme Parede. O Vasco foi para o intervalo na frente.

O Goiás voltou para o segundo tempo e tratou de tentar pressionar o Vasco. E chegou ao empate aos 11 minutos. Fernandão aproveitou bate e rebate na área e ficou cara a cara com Fernando Miguel. O goleiro defendeu, mas Shaylon aproveitou o rebote e deixou tudo igual: 1 a 1. Sá Pinto fez um pacotão de mudanças. Entraram Neto Borges, Fellipe Bastos e Benítez. Saíram Henrique, Léo Gil e Carlinhos.

O tempo ia passando e o Vasco não se encontrava. Sá Pinto colocou Tiago Reis no lugar de Vinícius. Fernando Miguel precisou trabalhar e abafou chute de Douglas Baggio, que acabara de entrar. Ribamar aproveitou rebote e chutou, com força, mas para fora.

O Vasco escapou de levar a virada. Douglas Baggio acertou a trave, após completar cruzamento. Fernando Miguel ainda precisou espalmar cabeçada de Rafael Moura. Com um segundo tempo ruim, o clube carioca teve de se contentar com o empate.

FICHA TÉCNICA

GOIÁS 1X1 VASCO

Local: Estádio da Serrinha, em Goiânia (GO)
Data: Domingo, 01/11/2020
Horário: 20h30 (Brasília)

Árbitro: Igor Junio Benevenuto de Oliveira (MG)
Assistentes: Guilherme Dias Camilo (MG) e Felipe Alan Costa de Oliveira (MG)
VAR: José Claudio Rocha Filho (SP)

Cartões amarelos: Ariel Cabral, Heron, Keko, Vinícius Lopes e David Duarte (Goiás) e Henrique, Léo Matos, Léo Gil, Pikachu, Ricardo Graça, Fellipe Bastos e Neto Borges (Vasco)

GOLS:
Goiás: Shaylon, aos 11′ do 2º tempo
Vasco: Léo Matos, aos 16′ do 1º tempo

GOIÁS: Tadeu; Edilson, David Duarte, Heron e Caju; Ariel Cabral, Breno e Shaylon (Gilberto Júnior); Keko, Vinícius Lopes (Douglas Baggio) e Fernandão (Rafael Moura).
Técnico: Enderson Moreira.

VASCO: Fernando Miguel; Léo Matos, Miranda, Ricardo Graça e Henrique (Neto Borges); Andrey, Leonardo Gil (Fellipe Bastos) e Carlinhos (Martín Benítez); Vinícius (Tiago Reis), Talles Magno (Guilherme Parede) e Ribamar.
Técnico: Ricardo Sá Pinto.

VÍDEO

 

admin

COMENTAR