Boa notícia: joia da base do Vasco renova e vira grande reforço

Juninho jogador da base do Vasco

Chegou ao fim a novela envolvendo a renovação de Juninho. Na manhã desta terça-feira, o volante assinou a prorrogação do vínculo o Vasco. O novo contrato vai até 31 de dezembro de 2023.

Representado pelo tio Kleberson Silva, o volante, revelação das categorias de base, finalizou o processo de negociação com a direção após o treino da manhã. A tendência é que agora passe a receber oportunidades do técnico Ramon Menezes.

– Graças a Deus conclui mais uma etapa da minha. Assinei meu segundo contrato profissional com o Vasco. Agora eu sou profissional de verdade, isso não tem preço, no meu clube de coração, meu clube desde que nasci. Poder jogar no clube que você torce é a melhor coisa do mundo. Tenho muita gratidão ao Vasco, ás pessoas que me ajudaram, me incentivaram e nunca me deixaram desanimar. Agora é trabalhar, é comigo. Está tudo resolvido, agora é jogar, fazer minha parte e dar alegria à torcida e à minha família – disse Juninho.

A multa rescisória é de R$ 50 milhões para o Brasil e 30 milhões de euros para o exterior.

Juninho assinou novo contrato com o Vasco — Foto: Divulgação

Juninho assinou novo contrato com o Vasco — Foto: Divulgação

A negociação foi arrastada e teve momentos de divergência entre as partes. Destaque da Copa São Paulo e titular em alguns momentos com Abel Braga no início da temporada, o garoto, de 19 anos, trocou de empresários ao longo das tratativas, recusou as primeiras ofertas do Vasco e pediu acima do oferecido pelo clube.

Por conta do impasse, Juninho chegou a ser afastado do elenco no fim de junho. Com a reaproximação, o jogador foi reintegrado ao elenco há duas semanas. O atual contrato terminaria em maio de 2021

Vasco deve faturar milhões com venda de Allan ao Everton

O Vasco treina hoje visando o jogo contra o Goiás, pela Copa do Brasil. Técnico Ramon Menezes pode ter volta importante ao time. Mas o treinador ainda faz mistério quanto a escalação. Além disso, clube pode receber um dinheiro importante que vem da Europa. Tem jogador revelado pelo Gigante se transferindo de país, o que geraria uma parcela aos cofres de São Januário.

#Pikachu #BaseForte #RaizÉSerVasco #MecanismoDeSolidariedade #Allan #Napoli #Everton #RamonMenezes #CopaDoBrasil #vasco #notíciasdiárias #atençãovascaínos #avmais #av

Fonte: Youtube Atenção Vascaínos

Lateral que tentou na Justiça se desvincular do Vasco, teve primeira derrota e continua no clube

Rafael Galhardo segue sendo jogador do Vasco. O Esporte News Mundo teve acesso a detalhes do caso. O atleta havia na semana passada entrado com processo pedindo liminar para a rescisão indireta do contrato com o Cruz-Maltino, mas a mesma foi indeferida pela juíza Letícia Belivacqua Zahar, substituta da 78ª Vara do Trabalho do Rio do Tribunal Regional do Trabalho da Primeira Região (TRT-1). Cabe recurso.

A magistrada argumentou que a “há que se dizer que não foram produzidas as indispensáveis provas para a concessão da liminar, como a alegada “janela para transferência para o campeonato europeu” e as propostas recebidas” ao justificar o indeferimento da liminar solicitada por Rafael Galhardo contra o Vasco. O jogador tem contrato em São Januário até 2021.

Rafael Galhardo cobra R$ 2.174.863,36 do Vasco – a notícia inicial da entrada do jogador na Justiça contra o clube foi publicada inicialmente pelo “ge”. Além da rescisão indireta do contrato de trabalho com o Cruz-Maltino, Galhardo pleitea o pagamento dos salários atrasados, das verbas rescisórias, bem como a condenação em dano e assédio moral.

Nesta segunda-feira, a juíza do caso deu o prazo de 15 dias para o Vasco se defender no processo. Ficou um aberta a possibilidade de um acordo em juízo entre o clube e Rafael Galhardo. A magistrada também decidiu que por ora não marcará audiência entre as partes na Justiça do Trabalho. Vale destacar que desde o início do ano Galhardo está fora dos planos do clube, treinando em separado.

A reportagem do ENM não conseguiu contato com os envolvidos até o momento desta publicação.

Fonte: Esporte News Mundo

Vasco perto de acordo para rescindir com meia, mas renovação com joia da base fica mais próxima

Fredy Guarin

O Canal do Atenção Vascaínos revelou que a situação de Guarín está cada vez mais perto de ser resolvida. A verdade é que Guarín pediu a rescisão de seu contrato, alegando problemas pessoais e não joga mais pelo Vasco. Por outro lado, as duas partes tentam um acordo, já que o atleta tinha valores a receber do Vasco e, por outro lado, o clube ainda contava com sua participação na temporada.

De todo modo, segundo Flávio Dias, o acordo entre as duas partes está muito perto de acontecer e, será mesmo uma rescisão amigável, como tudo indica. A pendência fica mesmo sobre os valores devidos ao atleta. Por outro lado, o torcedor poderá comemorar em breve, a renovação de uma joia da base.

Juninho deve renovar

O meia, que é base do Vasco da Gama e uma das joias de São Januário vivia um impasse no clube. Como já informado anteriormente pelo Vasconet e MRNews, o atleta pedia um valor muito alto de salários e o teto do clube era cerca de 1/3 do que o atleta pedia. Pelo mesmo canal, o jornalista Flavio Dias revelou que a renovação deve acontecer e ser sacramentada em breve.

Veja o Tweet do canal

Segundo informação do canal @AVascainos , em contato feito pelo jornalista Flávio Dias, o empresário de Guarín Marcelo Ferreira afirmou que, hoje, pode ser que a questão da rescisão de contrato caminhe mais um pouco. O problema é a parte financeira devida pelo Vasco ao jogador.

Hoje, o Vasco não dispõe de muitos recursos para pagar ao atleta o que lhe deve. Ainda segundo o jornalista, “talvez vá se fazer um acordo, mas não vai se ter muito problema” com relação a essa questão da rescisão de contrato de Guarín. Informação do canal @AVascainos

Sobre o volante Juninho, pode ser que sua situação seja resolvida hoje, com Juninho tendo sua renovação de contrato sacramentada. Informação do canal @AVascainos

Fonte: Twitter Programa Super Papo Vascaíno

Melhores momentos, ficha técnica e detalhes de Vasco 0 x 0 Grêmio, pelo Brasileirão

Vasco x Grêmio

O Vasco da Gama não conseguiu se manter na liderança do Campeonato Brasileiro neste domingo. Em São Januário, o Gigante não passou de um empate sem gols com o Grêmio e caiu para a segunda colocação na tabela. Em sua pior atuação em quatro partidas, o Vasco perdeu também os 100% de aproveitamento na competição nacional.

O Inter é o novo líder do Brasileiro com 12 pontos, dois à frente do Vasco. O Grêmio aparece em oitavo com 7 pontos. Na próxima rodada, o Vasco vai enfrentar o Fluminense no sábado, no Maracanã. Já o Grêmio encara o Goiás, mas o jogo ainda não tem data e horário definidos.

O Vasco deixa de lado o Brasileirão por uns dias e passa a focar na Copa do Brasil. Na quarta-feira, o Cruzmaltino visita o Goiás pela partida de volta da terceira fase da competição. No confronto decisivo, os cariocas precisam reverter a vantagem de 1 a 0 obtida pelo Goiás no primeiro jogo.

O Grêmio também tem compromisso no meio de semana, mas pelo Gauchão. O Tricolor inicia a decisão do estadual na quarta-feira contra o Caxias, em Caxias do Sul.

O JOGO

Assim como aconteceu no jogo contra o Ceará, o Vasco fez um primeiro tempo muito ruim neste domingo. Errando muitos passes, o Cruzmaltino não conseguiu organizar suas ações ofensivas. O Grêmio marcava muito bem no meio de campo com Lucas Silva, Matheus Henrique, Alisson, Jean Pyerre e Pepê ocupando o setor.

O jogo teve poucas emoções nos primeiros 45 minutos, com apenas duas jogadas de perigo ambas do Tricolor gaúcho. Aos 5 minutos, o Grêmio trabalhou pela esquerda na frente da área com Pepê e ele rolou para Alisson do outro lado. O meia conseguiu espaço para o chute mesmo marcado e soltou uma bomba que Fernando Miguel espalmou para escanteio.

A melhor chance do primeiro tempo também saiu dos pés de Alisson. Ele recebeu de Isaque na direita da área e bateu forte no canto. Fernando Miguel voou e tirou de ponta de dedos. A bola ainda bateu na trave antes de voltar para o próprio Alisson, que teve de recuar.

O Vasco retornou para o segundo tempo com Cayo Tenório no lugar de Claudio Winck. Aparentemente a substituição foi por questões físicas, já que o lateral levava a mão à coxa a todo momento.

Os comandados de Ramon continuavam com muita dificuldade para sair tocando a bola. Mas o jogo ficou um pouco mais aberto e o Vasco quase abriu o placar aos 15. Bruno César cobrou escanteio da direita e levantou no primeiro pau. Castán desviou para o meio, Paulo Victor disputou pelo alto com Talles Magno e abola sobrou para Ricardo Graça na entrada da pequena área. Sem marcação, o zagueiro tentou bater de virada e isolou por cima do travessão.

Mesmo sem fazer uma boa partida, o Vasco se aproveitou do cansaço do Grêmio para pressionar em busca do gol. Renato fez várias substituições e o time se desorganizou.

Aos 34, o Vasco teve sua segunda oportunidade na partida. Vinícius, que substituiu Banítez no segundo tempo, recebeu de Cano e bateu no canto direito de Paulo Víctor. O goleiro do Grêmio fez grande defesa e evitou o gol.

FICHA TÉCNICA

VASCO 0 X 0 GRÊMIO

Local: São Januário, no Rio de Janeiro (RJ)

Horário: 16h (de Brasília)
Árbitro: Savio Pereira Sampaio (DF)
Assistentes: Daniel Henrique da Silva Andrade (DF) e Jose Reinaldo Nascimento Junior (DF)
VAR: Marcio Henrique de Gois (SP)
Cartões amarelos: Henrique, Benítez, Cayo Tenório, Andrey, Ribamar (Vasco); Matheus Henrique, Thaciano (Grêmio)

VASCO: Fernando Miguel, Claudio Winck (Cayo Tenório), Leandro Castan, Ricardo Graça e Henrique; Bruno Gomes, Andrey, Fellipe Bastos (Bruno César) e Martín Benítez (Vinícius); Talles Magno e Germán Cano (Ribamar)
Técnico: Ramon Menezes

GRÊMIO: Paulo Victor; Orejuela, David Braz, Kannemann e Cortez; Lucas Silva, Matheus Henrique, Alisson (Everton), Jean Pyerre (Thiago Neves) e Pepê (Guilherme Azevedo); Isaque (Thaciano)
Técnico: Renato Gaúcho

VÍDEO

GALERIA

Jogador do elenco pede rescisão da Justiça e 2 milhões ao Vasco

O lateral-direito Rafael Galhardo entrou na Justiça contra o Vasco. Na reclamatória trabalhista, o jogador pede a rescisão indireta de contrato e cobra R$ 2 milhões entre salários atrasados, não recolhimento de FGTS e verbas rescisórias.

A ação, que tem como representante do atleta a advogada Ana Paula Belinger, ainda não foi julgada. O clube de São Januário, portanto, poderá se defender no transcorrer do caso.

Fora dos planos desde janeiro, ainda na gestão de Abel Braga, Galhardo tem vínculo com o Vasco até 9 de janeiro de 2021. Ele foi afastado – situação que continuou no comando de Ramon Menezes.