Vasco agita o mercado da bola e pode contratar dois destaques do Madureira

Mercado da Bola Vasco (Reprodução MRNews)

Com tempo para ajustar a equipe até o início do Brasileirão, o Vasco deve receber em breve dois jogadores para serem observados pela comissão técnica. Destaques do Madureira no Campeonato Carioca, Marcelo Alves e Ygor Catatau têm conversas em andamento e podem pintar em São Januário.

Não está definido se será empréstimo, mas a tendência no primeiro momento e um período de testes. A boa relação com o Madureira favorece o negócio. Para o Tricolor Suburbano seria bom colocar seus destaques na vitrine. Para o Vasco, por sua vez, é a oportunidade de garimpar bons talentos do Campeonato Carioca.

Presidente do Madureira, Elias Duba citou interesse antigo do Vasco, mas não confirmou a negociação.

– Não tem nada certo. Ninguém me procurou ou falou comigo. Pode ser que o interesse tenha voltado agora depois do jogo. Havia o interesse antes da parada da pandemia, mas ninguém voltou a falar comigo – disse Duba, em contato com o GloboEsporte.com.

Marcelo Alves é um zagueiro de 22 anos, revelado pelo próprio Madureira. No ano passado ele foi emprestado ao Rio Branco-ES, e retornou para se firmar como titular no Carioca deste ano.

Ygor Catatau, por sua vez, tem 25 anos e também foi revelado em Conselheiro Galvão. Em 2018, passou por empréstimo pelo Boa Esporte. O atacante marcou três gols no Campeonato Carioca deste ano.

São inúmeros casos de jogadores revelados em Conselheiro Galvão que fizeram sucesso em São Januário. Casos de Léo Lima, Souza, Nasa, Vilson, Allan, Muriqui, entre outros.

Vasco agita o mercado da bola com especulação de grande zagueiro Sul-americano

Mercado da Bola Vasco (Reprodução MRNews)

O Vasco se prepara para voltar aos gramados e monitora o mercado, Fabrício Formiliano, do Peñarol, do Uruguai, é o novo alvo do clube. O Cruz-Maltino volta a campo no próximo domingo, pelo Campeonato Carioca contra o Macaé, nos bastidores, a diretoria trabalha para resolver questões financeiras e analisa possíveis reforços que foram oferecidos.
Com contrato se encerrando próximo dia 30 com o Peñarol, o zagueiro Fabrício Formiliano, foi oferecido e vem sendo analisado pelo Vasco da Gama, o jogador é um antigo alvo do clube. A diretoria e comissão técnica vê o uruguaio como um bom zagueiro, com destaque para jogadas aéreas, mas teria que diminuir suas pedidas salariais para um acordo.

Mercado sul-americano sondado pelo Vasco

Desde o início do ano, vários jogadores foram oferecidos por empresários ao clube carioca, um deles é Formiliano, na época o interesse não avançou, mas agora com a proximidade do jogador ficar livre no mercado, voltou a pauta no clube. Aos 27 anos, o uruguaio tem as condições de chegar e logo de cara ser titular absoluto no Cruz-Maltino para a temporada.
O clube de São Januário tem carências na zaga, o time tem Leandro Castán como o titular absoluto, o jovem Ricardo Graça é considerado o parceiro ideal, mas ainda não se firmou, o elenco ainda conta com Werlei e Breno, esse último está próximo de retornar depois de uma série de lesões, mas tem permanência incerta no Gigante da Colina. Com isso o setor é uma das prioridades da diretoria vascaína no mercado atualmente.

Enquanto aguardam o recebimento pela venda de Marrony ao Atlético-MG, os cariocas já estão em busca de reforços, o mercado sul-americano é atrativo, visto que podem chegar jogadores com custos mais ‘viáveis’. Com problemas financeiros, o Vasco precisa resolver essas questões, mas ao mesmo tempo precisa planejar reforços, pois sabe que terá um segundo semestre com muitas partidas, oque exigirá um elenco mais qualificado.

Vasco renova com titular importante e garante presença do craque por mais dois anos

Mercado da Bola Vasco (Reprodução MRNews)

Na noite desta quinta-feira (18), o Vasco da Gama, através de um representante de sua diretoria, confirmou a renovação contratual de um importante titular do elenco cruzmaltino: Fernando Miguel. Contratado em 2018 para substituir o uruguaio Martín Silva, o goleiro de 35 anos já soma 82 partidas com a camisa do clube, rapidamente se firmando como dono da posição em São Januário.

Como destaca o Globoesporte, o anúncio da extensão de vínculo foi realizado durante uma transmissão live da Vasco TV. André Mazzuco, diretor executivo de futebol, comemorou o acerto e revelou detalhes do novo contrato assinado entre as partes.

Fernando Miguel renova

“O Vasco vem passando por um momento de reconstrução. O torcedor acompanha a nossa luta diária, é um processo que todos tem grande participação, principalmente o nosso torcedor e dentro desse projeto de deixar um legado. Estou muito feliz de anunciar a renovação do Fernando. Ele vai nos dar a honra de ficar até o final de 2022. Foi uma negociação muito tranquila, principalmente pelo desejo do Fernando e o nosso de ficar aqui”, afirmou.

Identificado com o clube e ciente de sua importância nesse processo de reconstrução, Fernando Miguel celebrou a renovação e reforçou seu orgulho em defender o gigante da Colina: “Não sei expressar em palavras o que eu estou sentindo e o tamanho do orgulho que tenho em vestir a camisa do Vasco, de fazer parte dessa reconstrução e desse processo. Me vejo muito focado, completamente entregue e espero seguir ajudando o clube e que dentro de campo a gente consiga avançar e que o torcedor possa perceber o trabalho que é feito para que o Vasco cresça”, vibrou.

Com Marrony, Galo chega a R$56 milhões em contratações na era Sampaoli

A MRV ajudou o Galo que fez grande contestação. A construtora é a responsável integral pelo pagamento dos R$ 20 milhões, valor acertado pelos clubes pela transação. O Atlético comprou 80% dos direitos econômicos. Há um bônus previsto para o futuro: quando Marrony completar 30 jogos pelo Galo, o clube precisa pagar mais R$ 1 milhão.

Marrony é o terceiro jogador contratado pelo Atlético desde o início da pandemia. Antes, o clube também fechou com os volantes Léo Sena (ex-Goiás) e Alan Franco (ex-Independiente del Valle). Nenhum deles foi oficializado pelo Galo ainda.

No Vasco, mais de R$ 15 milhões entrarão no caixa de forma imediata. O valor chega em boa hora, já que o clube convive com atrasos salariais desde o início da temporada e vai usar o dinheiro para “colocar a casa em ordem”. Marrony deixa o Vasco com 84 jogos e 11 gols marcados.

OS REFORÇOS DE SAMPAOLI:
– Marrony: R$ 20 milhões*
– Keno: R$ 17 milhões*
– Alan Franco: R$ 13,4 milhões
– Léo Sena: R$ 4,4 milhões
– Bueno: R$ 1,6 milhão
TOTAL: R$ 56,4 milhões

Marrony é esperado nesta 3ª em Belo Horizonte para exames no Atlético-MG

As negociações entre Atlético-MG e Vasco pelo atacante Marrony chegaram à reta final e o jogador é esperado em Belo Horizonte amanhã (16) para realizar exames médicos e assinar contrato. O Galo vai desembolsar R$ 20 milhões por 80% dos direitos do jogador – os outros 20% ficam com o Cruz-Maltino.

Na última sexta-feira, inclusive, Marrony se despediu dos companheiros e funcionários do clube de São Januário.

As tratativas se arrastaram nos últimos dias por conta das discussões quanto à forma de pagamento. Para vender o jovem, o Vasco exigia que o montante reservado a ele fosse quitado à vista, mas atendeu ao desejo inicial dos mineiros e aceitou o parcelamento dos valores.

Marrony foi um dos nomes da lista de reforços sugerida pelo técnico Jorge Sampaoli à diretoria atleticana. Além dele, o clube também contratou os volantes Léo Sena e Alan Franco.

Pesou para o Vasco aceitar a venda sua caótica crise financeira, com os salários atrasados em quatro meses para jogadores e funcionários (alguns estão há cinco).O Cruzmaltino havia estabelecido a multa rescisória de Marrony em 35 milhões de euros (R$ 198,56 milhões) e sonhava com uma negociação para a Europa, mas o máximo que conseguiu foi uma sondagem do Newcastle (ING) no ano passado. O clube inglês, porém, preferiu investir no francês Alain Saint-Maximin, do Nice (FRA).

Vale ressaltar que, hoje, os direitos do atleta são divididos da seguinte forma: 70% pertencem ao Vasco, 20% são do Volta Redonda e 10% são de um terceiro, conforme revelado pelo UOL Esporte.

Fonte: UOL

Marrony se despede do Vasco e detalhes da negociação são revelados

Marrony

As pendências burocráticas não existem mais, e Marrony é oficialmente jogador do Atlético-MG. O atacante de 21 anos, ex-Vasco, assinou um contrato de cinco anos com o Galo e é esperado nesta terça-feira em Belo Horizonte para exames médicos. O GloboEsporte.com apurou alguns detalhes em relação à compra do jogador pelo clube mineiro, que tem a MRV Engenharia como forte parceira neste e em outros negócios.

15 milhões a vista

A construtora é a responsável integral pelo pagamento dos R$ 20 milhões, valor acertado pelos clubes pela transação. O Atlético comprou 80% dos direitos econômicos. Há um bônus previsto para o futuro: quando Marrony completar 30 jogos pelo Galo, o clube precisa pagar mais R$ 1 milhão.

Marrony é o terceiro jogador contratado pelo Atlético desde o início da pandemia. Antes, o clube também fechou com os volantes Léo Sena (ex-Goiás) e Alan Franco (ex-Independiente del Valle). Nenhum deles foi oficializado pelo Galo ainda.

No Vasco, mais de R$ 15 milhões entrarão no caixa de forma imediata. O valor chega em boa hora, já que o clube convive com atrasos salariais desde o início da temporada e vai usar o dinheiro para “colocar a casa em ordem”. Marrony deixa o Vasco com 84 jogos e 11 gols marcados.

Valores da venda de Marrony são revelados, negócio deve ser assinado nesta sexta

Marrony

A proposta do Atlético-MG sobre a mesa do Vasco é de R$ 20 milhões por 80% dos direitos econômicos de Marrony. Cariocas e mineiros já se entendem quanto às cifras e definem questões referentes à forma de pagamento — a oferta é para uma entrada à vista e o restante parcelado.

O Galo enviou a última proposta à diretoria vascaína no decorrer desta semana com o intuito de finalizar o negócio. Agora, o clube aguarda apenas uma posição do Cruzmaltino para anunciar o desfecho. Hoje, os direitos do atleta são divididos da seguinte forma: 70% pertencem ao Vasco, 20% são do Volta Redonda e 10% são de um terceiro, conforme revelado pelo UOL Esporte.

O prazo foi adiado novamente depois de Alexandre Campello, mandatário vascaíno, participar de uma reunião política na tarde de ontem (10). Preso no compromisso, o dirigente precisou deixar as tratativas pela venda de Marrony em segundo plano. O Atlético permanece à espera de uma resposta dos dirigentes cariocas para anunciar o atleta de 21 anos como o quarto reforço desde a contratação de Jorge Sampaoli.

Marrony é justamente um pedido do técnico argentino ao departamento de futebol alvinegro. O jovem apareceu na lista do treinador antes mesmo do acordo para assumir o time por duas temporadas. A ideia é que ele seja um dos reforços para jogar pelos lados do campo na Cidade do Galo.

O estafe do atleta já acertou as bases salariais e o tempo de contrato em uma eventual mudança para Belo Horizonte. Eles, inclusive, informaram a situação à diretoria vascaína, que até temia perdê-lo em uma disputa judicial por causa de três meses de atraso nos salários e oito nos direitos de imagem.

Fonte: UOL

Com quase 80 mil renovações, Vasco já arrecada um ‘Marrony’ com sócio-torcedor

Programa de Sócio-torcedor do Vasco

O Vasco caminha para os capítulos finais da venda de Marrony, de 21 anos, para o Atlético-MG, por cerca de R$ 20 milhões. A verba ganha ares de “emergencial” dada a grave crise financeira que assola o clube carioca. Porém, em breve, o Cruz-Maltino poderá ter um novo grande aporte, assim como obterá agora com o jovem atacante: a renovação de seus sócios-torcedores.

Ano passado, quando promoveu uma promoção de Black Friday em seus planos, o time alcançou mais de 184 mil associados e tornou-se o maior programa do Brasil. Segundo o balanço patrimonial de 2019, o clube arrecadou R$ 36 milhões com este setor, sendo cerca de R$ 20 milhões somente durante a campanha de associação.

Agora, mesmo diante do delicado desafio de renovações diante da pandemia do coronavírus, os números se apresentam de forma satisfatória. Até o fechamento desta reportagem, por exemplo, 77 mil sócios já haviam renovado.

Como os novos preços dos planos já apresentam números cheios, sem os 50% de desconto da promoção anterior, a expectativa é de que a arrecadação chegue próxima a obtida no ano passado.

Orçamento não deverá ser alcançado

Apesar da considerável resposta nas renovações, o Vasco dificilmente conseguirá alcançar o orçamento previsto para o setor em 2020. Feito antes da pandemia, as contas previam um superávit em relação à arrecadação com os associados de 2019, saltando de R$ 36 milhões para R$ 48 milhões.

Porém, com toda a crise econômica gerada com o coronavírus, a diretoria já trabalha com números mais realistas. Mesmo sem divulgá-los, eles consideram três cenários: um pessimista, um satisfatório e um otimista.

Com as 77 mil renovações até aqui, já é possível dizer que o quadro pessimista está descartado.

Venda de Marrony é acertada e jogador deve chegar ao Atlético-MG na segunda, já o dinheiro…

Marrony é especulado no Palmeiras (Fonte UOL)

Segundo o jornalista César Guimarães, o Vasco e o Atlético-MG já teriam entrado em acordo pela venda de MArrony, mas um problema do time de São Januário pode fazer com que a venda não entre de forma integral ao clube ou até, que tudo sofra penhora. Veja ao tuíte.

César Guimarães @CesarFGuimaraes
Amigos, a venda do Marrony será anunciada até a noite de hoje! R$ 21 milhões à vista pelos 70% dos direitos que o Vasco possuía. Mas, pode ter um problema: penhoras no caminho. O Sindicatos dos Atletas pode entrar com ação em caso de penhora, para garantir o pagamento.

Fonte: Twitter do jornalista César Guimarães

 

Entenda a negociação de Marrony

Negócio por Marrony pode ter intervenção do BMG para acontecer,  mas proposta do exterior pode ser entrave  para negócio com o Atletico.

 

 

Fonte: Youtube Atenção Vascaínos!

NewsColina! (De 🏠) @newscolina
Marrony: Flávio Dias, do @AVascainos, informou que o ata atacante já possui um acordo verbal para fechar com o Atlético-MG. O entrave, porém, é a forma de pagamento: o Galo quer parcelar em 3 vezes o valor (50% agora, 25% em dezembro e 25% em julho de 2021). O Vasco recusou (+)

Ambos os times são parceiros da BMG. Por conta disso, há a possibilidade do adiantamento do pagamento integral do valor inteiro. Só assim o Vasco aceita a proposta do clube mineiro.

Outro entrave é que uma nova proposta deve chegar na próxima semana pelo atacante (há a possibilidade de ser da Europa). O Vasco deve esperar afim de receber um valor maior pelo seu ativo.

Multa de R$ 160 milhões

Muitos de vocês sabem que preço é diferente de valor. Preço é o que se coloca na etiqueta, valor, é aquilo que é percebido por quem compra e até, por quem vende. Assim sendo, falando-se apenas em preço, a multa do atleta é de 30 milhões de Euros (algumas fontes colocam como 35 milhões de Euros), mas sabe-se que este valor não deve acontecer. Entretanto, qual o preço que ele está sendo negociado?

Segundo o Diário Carioca, o valor da negociação com o Galo gira em torno de R$17,5 milhões, o que equivale a 3 milhões de Euros. O Vasco possui 70% do valor do passe. Decerto é que um preço baixo para um dos maiores talentos do futebol nacional e uma das joias do Vasco. A diretoria deve fazer uma contraproposta, mas o negócio não deve aumentar muito de valor. Mas, qual o valor do jogador?

Sampaoli e Marrony

Sampaoli e Marrony

Marrony é a tábua de salvação

Apesar do torcedor, em sua maioria, gostar do jogador, a verdade é que o Vasco sofre uma crise financeira quase que sem precedentes. Em termos de arrecadação x dívida, o clube tem o terceiro pior resultado do país. Engraçado é que o Galo tem, inclusive, uma condição tão ruim ou pior e ainda assim consegue bancar R$ 20 milhões a vista em um atleta. Claro, com ajuda de fornecedor, mas por que o Vasco não faz o mesmo? Isso é um outro assunto, para outro texto.

Sobre Marrony, neste momento, o valor do atleta para o clube é inestimável. Com salários atrasados, com ameaça de perder o elenco por ter mais de 3 meses de vencimentos atrasados e ainda a possibilidade da promoção do caos, o atleta acaba sendo a esperança de salvação do clube.

Sua venda, por mais que os valores sejam baixos, vai permitir um alívio na folha do clube, colocar parte dos salários em dia e ainda dar tempo para a diretoria negociar melhor outras joias do clube como Tales Magno, Ricardo Graça e outros. Quem sabe até, adiar a negociação e aproveitar os jogadores mais tempo. Sendo assim, desde Evander, o Vasco não consegue colocar a mão em grana de venda de jogadores, receita mais que fundamental para reerguer o clube financeiramente. Por mais que o programa de sócio-torcedor do clube, um sucesso mundial, esteja de vento em popa, não é suficiente ainda, para arcar com o passado sofrível das finanças do Vasco.

Sendo assim, mesmo que o preço seja baixo pelo jogador, o valor percebido na negociação é muito alto. Garante a satisfação do elenco com salários em dia, pode dar tempo para o Vasco negociar melhor outras joias e ainda, dar o oxigênio necessário para uma boa campanha no Brasileirão e nas duas competições que o Vasco disputa em nível nacional e internacional. Em outros tempos, o negócio seria pobre. Hoje, o negócio é a salvação.

Reprodução Coluna do Vasconet

VASCO RECUSA MAIS DE R$100 MILHÕES POR TALLES MAGNO

Talles MAgno do Vasco da Gama (MRNews)

Com dificuldades financeiras, jogadores insatisfeitos e meses de salário atrasado, o Vasco foi procurado na terceira semana do mês passado pelo Krasnodar, da Rússia, que sinalizou o interesse na contratação de Talles Magno, uma venda que resolveria a maior parte do caixa de São Januário. O Cruz-Maltino não retornou com uma resposta oficial nas últimas semanas sobre se aceitaria ou não sentar para a negociação. Entretanto, nos últimos dias, o clube a recusou informalmente e simultaneamente tentou ofertar outro jogador aos russos: Marrony. O Esporte News Mundo apurou e destrincha o caso.

O Krasnodar ficou incomodado com esta situação de não receber uma resposta oficial, esperando por muito tempo algum tipo de posicionamento. Os dirigentes russos estavam dispostos a pagar até 20 milhões de euros (cerca de R$ 112,4 milhões, na cotação atual) por 100% dos direitos de Talles – o Vasco possui 85% deste percentual. O clube russo também estava propenso na negociação em deixar um percentual de uma futura venda de Talles em São Januário, ajustando os termos dos valores.

Há uma pressa por parte do Vasco em resolver a questão do atraso no pagamento dos vencimentos dos jogadores e funcionários, devido a uma iminente paralisação no retorno programado às atividades nesta semana. Por ora, somente Marrony recebeu uma proposta formal no meio desta pandemia do coronavírus, o que prejudicou ainda mais o planejamento financeiro do Vasco, mas o parcelamento proposto pelo Atlético-MG não agradou ao Cruz-Maltino, que tentou oferecê-lo ao Krasnodar, na busca de condições mais vantajosas do que as dos mineiros, mas não avançou por todo caminho percorrido desde o início da história.

Alexandre Campello analisou neste domingo(07/6), a autorização do prefeito Marcelo Crivela para a volta dos treinamentos com bola a partir amanhã. Em São Januário os atletas vascaínos já estarão treinando de olho na volta do campeonato Carioca. Dia 17 de junho a prefeitura vai reavaliar a situação da pandemia no Rio de Janeiro e liberar os jogos.

Para o presidente do Vasco da Gama um rigoroso protocolo médico de treinos e jogos, além da situação dos salários atrasados e, a possibilidade de negociação do atacante Marrony com o Atlético Mineiro.

Fonte: Super Rádio Tupi

Somos Vasco da Gama @somoscrvasco
Alexandre Campello sobre Talles Magno: “Nós tivemos de fato uma proposta mas que estava muito longe daquilo que o clube imagina. Também não era interesse do atleta se transferir neste momento para esse lugar. Pro Vasco não era interessante”.

Fonte: Twitter Somos Vasco da Gama

Alex Teixeira no Vasco? Diretoria se pronuncia sobre possível contratação

O sábado do torcedor vascaíno foi bem agitado com a notícia da suposta viabilidade de contratação de Alex Teixeira.

A notícia pode ser lida a seguir,  mas a diretoria diretoria Vasco se pronunciou sobre o assunto.

Diretoria do Vasco nega estudo por Alex Teixeira

Após a notícia divulgada que indica que os atletas serão liberados por seus times chineses por empréstimo, indagamos André Mazzuco sobre a possibilidade do Vasco repatriar Alex Teixeira: “essa notícia da China não procede”, respondeu o dirigente.

A notícia original:

Campello estudará viabilidade de contratar Alex Teixeira por empréstimo

Essa não é a primeira vez que Alexandre Campello vai analisar a possibilidade de contratar o atacante Alex Teixeira para o Vasco. Os dois tem uma relação muito positiva e o presidente cruzmaltino já tentou trazê-lo em outras oportunidades, mas o alto salário do atleta não permite ao Gigante da Colina fazer uma proposta a altura.

Mas as coisas mudaram. Neste momento, os clubes chineses não querem que os jogadores brasileiros retornem para a China por conta do Coronavírus e podem até emprestá-los de graça para equipes daqui. Dessa forma, os atletas podem ficar no Brasil até o final da temporada, o que facilita uma possível negociação com Alex Teixeira.

O Papo na Colina apurou que o presidente cruzmaltino vai analisar essa questão para estudar a viabilidade de fazer uma oferta para Jiangsu Suning, equipe que detém os direitos econômicos do jogador. Não é uma tarefa fácil porque vai depender da boa vontade do time chinês em ceder o atleta, já que o Vasco não tem condição de investir neste momento.

Vale lembrar também que o contrato de Alex com seu atual clube vai até o final desta temporada, portanto, não pode ser descartada a possibilidade do atacante prorrogar o seu vínculo com a equipe chinesa para poder ser emprestado para o Vasco.