Áudio mostra tensão na cabine do VAR no intervalo de Vasco x Inter; clube pedirá R$ 100 milhões caso vá para a Série B

Áudio mostra tensão na cabine do VAR no intervalo de Vasco x Inter; clube pedirá R$ 100 milhões caso vá para a Série B

O Vasco tem novo elemento para reforçar sua tentativa de impugnar a partida contra o Internacional, disputada no último dia 14, em São Januário, e vencida por 2 a 0 pelos gaúchos. O conteúdo audiovisual do intervalo chegou às mãos do jurídico do clube. Pouco antes do reinício do segundo tempo, o tom sobe na cabine do VAR (confira no vídeo acima e em transcrição no fim da matéria).

Durante 17 minutos discutiu-se quase que exclusivamente o gol de Rodrigo Dourado, marcado em posição duvidosa e validado pela decisão do campo, do assistente Danilo Manis – o VAR apresentou problema técnico na análise do lance. O ge também teve acesso ao diálogo ocorrido no intervalo.

Além dessa nova prova, a direção vascaína, em manifestação enviada ao STJD na última quinta-feira, voltou a cobrar que sejam enviadas para o clube as imagens do pré-jogo de Vasco x Inter. O intuito do clube é ter acesso ao momento da calibragem do VAR e posteriormente comprovar que o material não estava funcionando desde o início do duelo.

Caso a tentativa do Vasco de anular a partida não prospere, o clube já trabalha em paralelo no sentido de mover uma ação cível contra a CBF e Hawk-Eye, empresa que opera o VAR no Brasileiro, pedindo uma reparação de R$ 100 milhões. Trata-se justamente do valor que o clube imagina vá perder caso o rebaixamento seja ratificado.

Confira trechos do diálogo entre o campo e a cabine do VAR no intervalo de Vasco 0x2 Internacional:

– 24”: Ô, meu, vai tá mostrando a gente no PGM aí hein. Ó, postura aí que tão mostrando a gente no PGM.
– 2’51”: Também não vamos tentar ir na ilusão de ótica, deixa dar o resultado, vai ser fornecido.
– 3’14”: Se você falar assim você não vai ganhar nada com isso. Não vai ganhar nada com isso. Não adianta. Você falar assim não melhora nada.
– 3’19”: Ei! Ei! Ei! Olha pra mim. Ei! Ei! Calma, tranquilo.
– 3’26”: O campo não tem nada a ver com, com o que aconteceu lá, entendeu? Entendeu [inaudível]?
– 3’36”: PGM tá mostrando. Não piore! Não piore! Não piore a situação!
– 4’25”: Não vem trazer a conta pra nós também. Calma, cara! Deixa ver! Vai rever! Amigo, esse jogo aqui não é só esse jogo não, cara! Por favor! (…) Você errou muito também! Mas muito!
– 4’41”: Tem um jogador lá na frente que pode ser que ele dê condição. É isso. Tá?
– 5’12”: Tem espaço pra caramba né?
– 5’14”: Deixa eu falar uma coisa aqui antes de começar [o 2º tempo], senhores. Principalmente vocês. Inteligência! Se tem qualquer coisa, deixa pra depois! O negócio é jogo. Tá bom?
Início do 2º tempo:
– 6’16”: Jogo! Vambora, vai.
– 6’20”: [bufada, como que indignado com a situação]. P… que pariu, velho.
– 6’25”: É outro jogo hein gente! Atenção hein time! Mais do que antes! Vamo lá, time! Atenção! 100%! 100%!

Fonte: ge

admin

COMENTAR