Vasco estreita relações com o grupo dono do Manchester City, após venda de Talles Magno

Nos últimos dias, um dos assuntos mais comentados na imprensa esportiva do Brasil foi a negociação do ex-jogador do Vasco da Gama e cria de São Januário, Talles Magno, com o New York City FC, a segunda maior venda de um ativo da história do CRVG. Diante deste cenário, o Clube iniciou benchmarking com a equipe de gestão do Grupo City, e o CEO do Vasco, Luiz Mello, está nos Estados Unidos com objetivo de trocar experiências com os profissionais americanos.

“O Vasco da Gama busca as melhores referências em futebol no mundo e o New York City é uma delas. Aproveitando essa nossa negociação bem sucedida do Talles, eu tive a oportunidade de conversar bastante com várias pessoas da área de gestão deles, incluindo o CEO do City, o Brad (Sims), e tivemos a oportunidade de tocar em diferentes tópicos relativos a administração”, declara Mello.

O pontapé inicial se deu por conta da venda do Talles, mas a ideia é que o Vasco continue estreitando relacionamento com o Grupo City de agora em diante.

“Na prática, a gente já conseguiu fazer um anúncio casado (do Talles) entre as equipes de Comunicação deles e nossos departamentos de Relações Públicas e Marketing, as informações técnicas entre os departamentos de Futebol dos dois lados fluiram bem também, como informações médicas, estatísticas, de performance, etc. Nós temos conversado sobre outros tipos de parcerias, então foi um prazer passar essa semana em Nova Iorque junto com o Talles e com toda a equipe administrativa do NYC FC. Nosso objetivo é conseguir parcerias cada vez mais concretas a partir dessa visita”, finaliza Luiz Mello.

NEGOCIAÇÃO TALLES MAGNO

Em entrevista coletiva na última quinta-feira (20/05), o Diretor Executivo de Futebol, Alexandre Pássaro, explicou o processo de negociação da venda do Talles entre o Vasco da Gama e o Grupo City. Confira trechos:

“A negociação do Talles começou há praticamente dois meses. O Grupo City tem um representante aqui no Brasil, um executivo que se chama Carlos Santoro, a quem eu quero agradecer e mandar um abraço. Um cara que trabalhou muito bem, que tem todas as informações do mercado. Eles são muito organizados, a gente vai aprender muito com eles.”

“O Luiz Mello, nosso CEO, está lá, viajou com o Talles no domingo, esteve comigo em toda essa negociação, em todos os encontros, em todas as tomadas de decisão. E depois eu e ele levávamos às pessoas dentro do Clube que nós tínhamos que levar pra que a gente fosse evoluindo. Aí no meio disso teve a lesão do Talles, teve a cirurgia dele, teve o acompanhamento pelos médicos do City, até chegar nesse momento, há 10, 15 dias da janela, onde a gente conseguiu evoluir, pôde ir pra lá”

“Estamos falando de intercâmbios de profissionais, estamos falando de experiências de um clube com outro, então a gente está apresentando o nosso conhecimento, nosso plano desse país do futebol, desse clube do tamanho do Vasco que eles se inspiram e se espelham, e a gente também da parte profissional… estamos aprendendo muita coisa. Mas foi uma negociação tratada muito em alto nível, então em nenhum momento ela desandou. Mas foi uma negociação onde existiam muitos interesses na mesa, existia um cenario de muita certeza, existiam diversos outros jogadores para a mesma vaga e a gente acabou concorrendo com aquilo, e em nenhum momento também a gente empurrou o Talles ou quis fazer de qualquer jeito”

“A gente sabia que o Talles, eu tenho essa convicção, de que o Talles seria um dos principais jogadores da Série B, não do Vasco, mas da série B como um todo. A gente sabia que ia perder na parte esportiva, mas mesmo precisando de dinheiro, mesmo com essa questão, a gente não poderia liberá-lo, entre aspas, por qualquer valor”

Fonte: Site oficial do Vasco

admin

COMENTAR