Vasco investe ainda mais no eSport com novas parcerias

Nas últimas décadas os eSports deixaram de ser conhecidos como uma modalidade de nicho para se tornarem um dos gigantes do entretenimento mundial. O crescimento rápido chamou a atenção de diversos clubes de futebol e atualmente o Vasco é um dos principais envolvidos nessas novas modalidades.

 

Trajetória de crescimento expressivo

 

Segundo dados divulgados pela Newzoo, consultoria especializada no setor de eSports, esse mercado movimentou cerca de 1,1 bilhão de dólares em 2019 e ultrapassou 1,5 bilhão em 2020.

Para se ter uma ideia do tamanho do público envolvido com os esportes eletrônicos basta mencionar que apenas a final da Copa do Mundo de League of Legends, uma das diversas modalidades acompanhadas pelos entusiastas, registrou quase 100 milhões de telespectadores espalhados por todas as partes do mundo.

O número total de fãs ultrapassou 450 milhões já em 2020 e em 2021 deve passar do meio bilhão. No Brasil não é diferente e há anos o país já está na posição de terceiro maior público do planeta, atrás somente dos Estados Unidos e da China.

A Pesquisa Games Brasil revelou ainda que a quantidade de praticantes nacionais de eSports cresceu mais de 10% entre 2020 e 2021, tendo saltado de 44,7% para 55,4% – um registro expressivo da força da modalidade.

O crescimento dos esportes eletrônicos nos últimos anos é tão visível que cada vez mais brasileiros estão montando seus próprios quartos gamers personalizados tanto para jogar quanto para acompanhar partidas e campeonatos, de forma que não é surpresa que o Vasco esteja investindo cada vez mais nessa área.

 

Primeiros passos foram dados em 2020

 

O Flamengo e o Corinthians foram os primeiros clubes do Brasil a se envolverem com os eSports em meados de 2017, mas não levou muitos anos para que outros times como o São Paulo e especialmente o Vasco passassem a criar suas próprias equipes.

A primeira empreitada vascaína nos esportes eletrônicos começou no final de abril de 2020, ocasião em que o clube, com destaque especial para Afonso Tresdê, principal responsável por novos empreendimentos, anunciou que o cruzmaltino iniciaria sua jornada no popular battle royale Garena Free Fire.

Na mesma oportunidade Tresdê também afirmou que realizariam um torneio da modalidade voltado exclusivamente para os sócios e dependentes, inaugurando assim a ligação do Vasco com os eSports.

e-Sports
SIGA-NOS google news siga-nos

e-Sports

 

Novos passos em direção aos eSports em 2021

 

Após ter dado início com Free Fire o clube passou para outras modalidades, inclusive tendo chegado até a disputa final do acirrado eGol Pro de PES 2021. O Vasco acabou perdendo a primeira colocação para o Corinthians, mas o posto alcançado demonstra o potencial do time para as competições que ainda estão por vir.

A próxima grande novidade relacionada aos esportes eletrônicos veio em junho de 2021, ocasião em que foi anunciada uma parceria com a prestigiada Black Dragons, que é considerada uma das principais equipes de Wild Rift e PES 2021

Em uma entrevista recente Nicolle “Cherrygumms”, CEO da Black Dragons, já afirmou que pretende gerar grandes conquistas para o Vasco e que fará todo o possível para se manter a altura do peso de um time que conta com mais de um século de história.

Vale mencionar que o Vasco segue forte nos investimentos relacionados a esse setor e que os próximos anos deve contar com grandes embates tanto dentro das quatro linhas quanto nos computadores.

 

Futuro promissor para os esportes eletrônicos

 

Considerando que em um futuro próximo os esportes eletrônicos devem ultrapassar a faixa de 2 bilhões de dólares de faturamento, os passos dados pelo Vasco para crescer em algumas das principais modalidades desse universo são muito positivos.

Quando se leva em conta que a nova parceria com o Black Dragons não gera nenhum custo financeiro para o clube e conta com um potencial enorme de sucesso no meio, é possível afirmar que o futuro do clube em relação aos games não poderia ser mais promissor.

admin

COMENTAR