Maurício Souza ficou 42 dias como técnico do Vasco, período mais curto desde Celso Roth em 2010

Maurício Souza ficou 42 dias como técnico do Vasco, período mais curto desde Celso Roth em 2010 Segunda-feira, 25/07/2022 – 08:33 Demitido após 42 dias da sua contratação, Maurício Souza é o técnico com o menor tempo de trabalho no Vasco desde 2010, quando Celso Roth ficou no clube por 25 dias. Na ocasião, porém, o treinador gaúcho foi quem pediu demissão.

Maurício é o segundo comandante do Vasco em 2022. Ele foi anunciado no dia 13 de junho após o desligamento de Zé Ricardo, que pediu para sair ao aceitar uma proposta do futebol japonês. No período à frente do time, Maurício Souza somou três vitórias, três derrotas e dois empates em oito jogos, com 46% de aproveitamento.

Há 12 anos, em 18 de maio de 2010, o Vasco contratava Celso Roth para sua segunda passagem pelo clube. Cinco jogos e 25 dias depois, porém, o comandante aceitou proposta do Internacional durante a paralisação para a Copa do Mundo e pediu para deixar São Januário. Ele conduziu o time em uma vitória, um empate e três derrotas, com apenas 27% de aproveitamento. Desde então, 26 treinadores passaram pelo comando do time vascaíno até a contratação de Maurício Souza.

Na primeira década do século 21, os dois treinadores com menos tempo de casa são Valdir Espinosa, que não chegou a acordo por renovação após 39 dias, e Tita, que entregou o cargo depois de 41 dias. Mais recentemente, no ano passado, Lisca ficou apenas 49 dias no cargo, sete a mais que Maurício. Ele pediu demissão após 12 jogos, com quatro vitórias, um empate e sete derrotas.

Desde 2003, quando a ferramenta de Rotatividade dos Técnicos do ge passou a fazer o levantamento, nenhum treinador foi demitido pelo Vasco em menos tempo que Maurício Souza.

Técnicos com menor tempo de trabalho no Vasco desde 2003:

• Celso Roth: 25 dias em 2010
• Valdir Espinosa: 39 dias em 2007
• Tita: 41 dias em 2008
• Maurício Souza: 42 dias em 2022
• Lisca: 49 dias em 2021

Por outro lado, quando o assunto é mais tempo de casa, Renato Gaúcho é o recordista no período, com 20 meses e 25 dias como técnico vascaíno: entre 2005 e 2007, ele comandou o time em 111 jogos, com 46 vitórias, 35 empates e 30 derrotas – aproveitamento de 52%. Em seguida, está Jorginho, que ficou 15 meses e 10 dias no Vasco, entre 205 e 2016, e se desligou após 87 jogos, com 44 vitórias, 25 empates e 18 derrotas, somando aproveitamento de 60%.

Técnicos com maior tempo de trabalho no Vasco desde 2003:

• Renato Gaúcho: 20 meses e 25 dias entre 2005 e 2007
• Jorginho: 15 meses e 10 dias entre 205 e 2016
• Cristóvão Borges: 12 meses e 11 dias entre 2011 e 2012
• Dorival Junior: 11 meses e 16 dias entre 2008 e 2009
• Adilson Batista: 10 meses e 1 dia entre 2013 e 2014

O Vasco deverá ter o interino Emílio Faro no comando do time nos próximos dois jogos, contra CRB e Chapecoense. O clube quer mapear o mercado sem pressa e com a ajuda da 777 Partners, prestes a comprar a SAF vascaína. Após esses dois confrontos, a equipe terá uma janela de 10 dias sem compromisso, favorecendo a busca da diretoria por um substituto.

Maurício Souza foi demitido do Vasco depois de oito jogos
Celso Roth em sua última passagem pelo Vasco, em 2015

Fonte: ge

admin