Romulo volta a jogar 90 minutos após 7 meses; empresário comenta

Romulo volta a jogar 90 minutos após 7 meses; empresário comenta Quinta-feira, 03/06/2021 – 07:01 O volante Romulo não foi bem na vitória por 1 a 0 sobre o Boavista, mas teve o que comemorar após o apito final em Bacaxá. Voltou a completar uma partida inteira depois de sete meses – a última vez havia se dado em 28 de outubro de 2020, quando ainda defendia o Ever Bright, da China. Embora tenha recebido atenção especial da comissão técnica após sentir incômodo na coxa esquerda em sua reestreia pelo clube, contra o Madureira, em 1º de maio, o jogador de 30 anos não esperava atuar os 90 minutos contra o time da Região dos Lagos. Isso quem garante é Daniel Brito, empresário e irmão de Romulo. – Por conta do primeiro susto na estreia com o Madureira, o que era esperado se a gente olhar o “gap” (espaço) do fim da temporada chinesa para o início da nossa, o próprio Romulo não imaginou que jogaria os 90 minutos. Até em função da retomada da forma física dele. Acreditamos que não era a ideia do clube que jogasse os 90 minutos, mas no futebol muita coisa é momento. – No decorrer da partida, ambos sentiram confiança que ele podia e devia ir além. E foi bom porque isso sinalizou mais um salto na direção da forma física ideal, da condição física que ele almeja para uma temporada que vai ser bem puxada – explicou Daniel. Ciente de que o longo período fora dos jogos causou impacto na questão física, Romulo já iniciou o trabalho de olho nos próximos compromissos tão logo que chegou de Bacaxá. Apesar de não ter ido bem, estar inteiro é uma forma de recuperar de vez o espaço no meio-campo vascaíno. – Sabemos que o Vasco coletivamente ficou aquém do que teria ter apresentado como um todo. O Romulo não foi bem ali no início em duas bolas, está retomando, mas creio que cresceu no decorrer da partida, e ele reconhece isso. De alguma maneira ganhou espaço no meio-campo, tanto que jogou os 90 minutos. – A cabeça dele agora é recuperação. Desde o pós-jogo já estava falando em chegar em casa e fazer os procedimentos com bota pneumática, normatec, globus, game ready e etc. Romulo é bem dedicado. Tudo que um atleta consegue ter em casa dentro dos seus padrões financeiros o Romulo tem, se dedica e investe tempo. E essa é a cabeça dele: jogar 90 minutos quanto mais jogos ele puder. A última sequência forte de Romulo se deu em setembro do ano passado, quando atuou cinco partidas completas em série pelo Ever Bright. No Brasil, porém, ele não teve a oportunidade de atuar 90 minutos em dois jogos seguidos pelo Grêmio, por exemplo – em 2017, no início da passagem pelo Flamengo, emplacou seis confrontos, mas não conseguiu manter a titularidade. Seria o momento ideal para engatar uma série de jogos com a camisa do Vasco, clube que o revelou? Daniel acredita que isso se aproxima, mas destaca a sequência a ser enfrentada pelo time na próxima semana. – Na verdade, não sei se agora. Temos um jogo já no final de semana e se já é o momento contra a Ponte Preta. Se não for agora essa sequência de duas partidas, com certeza ele sinalizou um passo nessa direção. Departamento médico, clube e o atleta vão sentir isso porque na próxima quarta-feira a Copa do Brasil. Então é um período mais curto. Mas se não for agora essa sequência de dois, três ou quatro jogos completos é algo bem próxima da realidade, bem iminente. Romulo em Vasco x MadureiraRomulo com seu empresário Daniel Brito (à esquerda), o executivo Alexandre Pássaro e o advogado Diogo Souza na apresentação pelo Vasco

Romulo com seu empresário Daniel Brito (à esquerda), o executivo Alexandre Pássaro e o advogado Diogo Souza na apresentação pelo Vasco
Fonte: ge

admin